Aberto concurso para construção do Santuário a Beata Alexandrina

0
367

“Já esperamos por isto há mais de ano e meio, está na hora”. A bênção da primeira pedra do Centro Pastoral Paroquial de Balasar e Capela da Vida aconteceu este domingo, numa cerimónia que incluiu a abertura oficial do concurso internacional para a construção do Santuário Eucarístico Beata Alexandrina.

A tarde começou no adro da igreja da paróquia de Santa Eulália de Balasar, onde D. Jorge Ortiga benzeu e lançou a pedra que inicia a obra do Centro Paroquial. Para o arcebispo primaz de Braga, a existência de um Centro “é importantíssimo para o desenvolvimento de uma paróquia”, porque “é lá que os paroquianos se vão formando”.

Sobre a Capela da Vida, nota que, enquanto comunidade católica, “nascemos a partir de uma pia batismal e temos de interpretar uma viagem, um processo de santidade, e ter coragem de ir contra a corrente”.

O arcebispo apelou também ao espírito de equipa, dizendo que “estamos num tempo em que o mar está agitado, mas estamos todos no mesmo barco e temos de remar no mesmo sentido”. Assim, D. Jorge Ortiga sublinha que “estamos a trabalhar pela Beata Alexandrina, pela Igreja, por Balasar e pela Póvoa de Varzim”.

Aires Pereira oferece lancha poveira a arcebispo

O trabalho do arcebispo foi homenageado por Aires Pereira, que lhe ofereceu uma réplica da lancha poveira “Fé em Deus”, prenda que também foi dada, em tempos, ao Papa João Paulo II. O gesto serviu “como nota de agradecimento e reconhecimento por tudo aquilo que tem sido a colaboração do D. Jorge, do arciprestado e da diocese relativamente a Póvoa de Varzim”.

O presidente da Câmara Municipal aproveitou a ocasião para reafirmar “a disponibilidade para continuar a trabalhar em conjunto em vista do desenvolvimento” de Balasar. Para isso, irão ajudar os novos projetos, que implicam uma envolvência não só da Igreja como também do turismo religioso.

A cerimónia, que contou com atuações por parte do Coro Paroquial de Balasar, serviu também para anunciar o lançamento, dentro de poucos dias, do 4º volume das Obras Completas da Beata. Os presentes puderam também assistir à conferência “A imagem de Deus na espiritualidade da Beata Alexandrina de Balasar”, apresentada por José Carlos Carvalho, professor da área de Teologia Bíblica na Universidade Católica Portuguesa.

Na Casa da Beata Alexandrina, foi inaugurado o espaço “Escola, Jesus Mestre”, um local “de encontro, de reflexão, de catequese”, segundo o Pe. Manuel Casado Neiva. O espaço conta com uma série de painéis informativos com os pontos mais importantes da vida de Alexandrina.