Aberto concurso para criar parque lúdico por cima dos armazéns de aprestos em Vila do Conde

0
899

A Câmara Municipal de Vila do Conde lançou o concurso público da Requalificação Urbanística do Espaço Público dos Armazéns dos Aprestos, onde será criado um parque lúdico. O anúncio de abertura do concurso foi publicado em Diário da República a 10 de maio.

O concurso para a requalificação, que decorre até 8 de junho, inclui um “grande espaço aberto multifuncional, concebido para o uso recreativo diário, lazer e prática desportiva informal, além de proporcionar as condições necessárias para a realização de espetáculos musicais, mostras e feiras temáticas, e outros eventos culturais”, indica a autarquia.

O valor-base do concurso é de 1,950 milhões de euros, com um prazo de execução de 270 dias, cerca de nove meses. Os trabalhos “serão concentrados na laje de cobertura dos armazéns adjacentes ao passeio marítimo. As operações previstas incluem a execução de pavimentações e infraestrutura, revestimento vegetal e a instalação de equipamentos de recreio. Esta intervenção visa proteger as atuais telas de impermeabilização expostas e melhorar a área para uso comunitário”, continua o comunicado da Câmara.

Para Vítor Costa, presidente do Município, “esta requalificação é uma obra de extrema importância para o nosso município. Este projeto, para além de valorizar o nosso património marítimo, cria também um novo espaço para a comunidade. O nosso compromisso é oferecer à população e aos visitantes um espaço multifuncional que promova o desenvolvimento comunitário e turístico da região”.

Lembre-se que a obra foi anunciada em julho de 2022, aquando da inauguração do complexo de armazéns de aprestos. Na altura, Vítor Costa adiantou que, no local, seriam incluídos espaços verdes, um parque infantil e elementos decorativos, incluindo uma escultura “que irá simbolizar a afirmação da comunidade piscatória das Caxinas e Poça da Barca”.

Entretanto, em abril de 2023, a Câmara anunciou que ia lançar “a curto prazo” o concurso para a obra, indicando que o parque lúdico custaria 3 milhões de euros.