Aires Pereira contra pagamento de taxas das procissões às Infraestruturas de Portugal

0
6100

O presidente de Câmara da Póvoa de Varzim foi um dos autarcas que criticou, esta sexta-feira, as Infraestruturas de Portugal por cobrarem taxas às procissões por cruzarem as vias nacionais.

De acordo com o JN online, a critica foi levantada por Aires Pereira durante a reunião dos autarcas da Área Metropolitana do Porto, apontando que as taxas variam entre os 200 e os 500  euros, classificando de uma “injustiça”.

Na Póvoa de Varzim, a maioria das procissões, em mais de uma dezena, utilizam no seu percurso a estrada nacional 13, considerada pelas Infraestruturas de Portugal para pagamento da referida taxa.