Assaltante tenta atropelar inspetores da Judiciária na Póvoa de Varzim

0
2302

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, em Vila do Conde, Póvoa de Varzim e S. João da Madeira, três suspeitos fortemente indiciados pela prática dos crimes de roubo agravado, furto, detenção de arma proibida e crime cometido com arma e resistência e coação sobre funcionário. Um dos suspeitos tentou atropelar os inspetores da Judiciária quando estes o abordaram, no dia de ontem.

Em comunicado, a PJ indica que os factos remontam ao dia 12 de outubro do ano passado, entre as 12h40 e as 13 horas, quando os suspeitos assaltaram, mediante ameaça com uma pistola e uma faca, um supermercado na Póvoa de Varzim. Segundo a Judiciária, o grupo subtraiu “uma quantia em numerário que se encontrava numa das caixas do estabelecimento” e ainda tentou abrir o cofre forte, mas não conseguiu.

Já nesta quarta-feira, 17 de janeiro, na zona da Póvoa de Varzim, um dos suspeitos foi abordado tendo em vista a sua detenção. O homem tentou fugir, “conduzindo a viatura em que se deslocava deliberadamente contra os inspetores desta Polícia, vindo só a ser detido, após perseguição, na zona do Mindelo, em Vila do Conde”, refere a PJ.

Os detidos têm entre 18 e 47 anos de idade, um deles é estrangeiro, e nenhum tem qualquer atividade profissional. Diz a Judiciária que todos são referenciados e têm antecedentes criminais pela prática de crimes contra a propriedade.

Os três vão ser presentes à autoridade judiciária competente para interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação.