Assembleia Municipal da Póvoa aprova orçamento e desagregação das três uniões de freguesia

0
1682

O orçamento de 70 milhões de euros da Câmara da Póvoa de Varzim para o próximo ano, foi aprovado pela maioria da bancada do PSD, onde se incluem os sete presidentes de junta. Toda a oposição (PS, Chega, IL, BE, CDS e CDU) votou contra.

O documento, além da política de educação, social e económica do município, entre outras, apresenta como grande obra, a construção do Póvoa Arena, multiusos que para o PSD dará uma nova vida à zona norte da cidade, como será um polo de atração turística. Ao invés, a oposição continua a criticar a localização e até mesma a necessidade da sua edificação.

Unanimidade na desagregação de freguesias

Quanto à desagregação de freguesias, todos os sete partidos com assento na Assembleia votaram a favor da desagregação das três uniões de freguesias existentes no concelho: Póvoa de Varzim/Beiriz/Argivai; Aver-o-Mar/Amorim/Terroso e Aguçadoura/Navais.

Na discussão do tema, o PSD, através de Ricardo Silva, presidente de uma das uniões do concelho poveiro, afirmou que sempre esteve contra a forma como foi concretizada a agregação em 2013, e esclareceu a forma como o partido que representa desencadeou este processo junto de cada Assembleia de Freguesia, e agora na Assembleia Municipal.

Por sua vez, o PS também fez questão de afirmar que também esteve sempre ao lado das populações para se concretizar a desagregação. Agora, a documentação será enviada para a Assembleia da República, para que junto da Comissão a constituir em Lisboa seja aprovado que o concelho da Póvoa de Varzim volte a ter 12 freguesias administrativas, situação que deverá entrar em vigor aquando das próximas eleições autárquicas marcadas para 2025.