Associação dos Poveiros de S. Paulo festeja 33 anos de fundação (fotos)

0
976

A Associação dos Poveiros de São Paulo, fundada a 6 de abril de 1991, comemorou, a 20 de
abril as Bodas de Crizopala – 33 anos (crizopala é um material bem resistente), graças ao empenho, garra e pujança de alguns amigos poveiros fundadores, Manuel Fernandes da Cruz, Arlindo Oscar, Laurentino Vilar, António Moreira, Manuel Dourado Fontes, António  Manuel Martins, Amândio F. Cruz, Manuel Vieira, Manuel Gonçalves Lourenço, José de Sá Alves Moreira e Joaquim Alves.

O evento aconteceu no salão ‘Dr. José Macedo Vieira’ e para aquela noite a entidade reuniu a sua diretoria, liderada por Jorge Rosmaninho, amigos poveiros e não poveiros, na sua sede, no Bairro de Vila Maria. A abertura do evento esteve a cargo do radialista Martins Araújo, que saudou todos e anunciou a execução dos hinos de Portugal e Brasil na voz e teclado de Francisco Fernandes.

O presidente Jorge Rosmaninho, no uso da palavra, leu aos presentes o texto do jornalista
Albino Castro, publicado na edição de 18 de abril, do jornal Portugal em Foco, com o titulo “Gloriosos 50 Anos dos Cravos de Lisboa”. O texto é alusivo ao Dia da Liberdade,  comemorado em Portugal a 25 de Abril, quando aconteceu a revolta dos Militares Portugueses, que levaram a cabo um golpe de estado militar, pondo fim ao regime ditatorial do Estado Novo, instaurado por António de Oliveira Salazar. O presidente ainda interpretou o poema e canção “Grândola Vila Morena” composto e cantado por José Afonso, e foi escolhido pelo movimento das Forças Armadas, tornando-se o Hino da Revolução e símbolo de protesto contra o governo.

Entre os presentes ilustres destacamos o Cônsul Geral Adjunto Jorge Longa Marques,
o deputado da Assembleia da Republica de Portugal Manuel Magno, o presidente do Conselho
da Comunidade Antero Pereira, o presidente da Casa Ilha da Madeira José Manuel  Bettencourt e o Franhklin Antero Pereira, presidente da Comunidade Gebelinense. Todos fizeram uso da palavra parabenizando a entidade e sua diretoria, pelo muito que tem feito em nome de Portugal, a exemplo de muitas outras associações.

Aos presentes foi servido um coquetel, seguido de jantar. Foram homenageadas com flores
nesta noite Emília Silva, em nome da diretoria feminina dos Poveiros, Alice Craveiro Lage recebeu em nome de Fernanda Poveira pelos seus 95 anos e do Consulado e Margarete Paterno pelos relevantes serviços prestados à comunidade.

A animação da noite esteve a cargo do cantor e tecladista Francisco Fernandes. Foi entoado
o tradicional “Parabéns a Você”, comemorativo aos 33 anos da Associação dos Poveiros de São Paulo. Texto redigido com o apoio de Armando Torrão, representante em São Paulo do jornal Portugal em Foco.