Aves cobertas de petróleo dão à costa em Vila do Conde

589

Esta semana deram à costa, em Vila do Conde, duas aves cobertas de petróleo, uma delas já sem vida, de acordo com o JN. O primeiro foi na passada segunda-feira, na Azurara, junto ao estuário do Ave. O animal, um airo, tinha crude nas penas e foi levado para o CRAM, Centro de Reabilitação de Animais Marinhos. O outro foi no sábado: o papagaio do mar juvenil foi encontrado morto na praia do Turismo.

São casos que se vêm repetindo nas últimas semanas na zona norte do país, sendo que o primeiro até se registou na Póvoa de Varzim, no dia 5 deste mês. A fonte poluidora ainda não foi identificada, embora o ministro do Ambiente, Marcos Fernandes, já tenha vindo a público dizer que houve efetivamente uma descarga.