Basquetebolista Joana Sousa deixa CDP após 20 anos

0
494

A ligação entre o Clube Desportivo da Póvoa e Joana Sousa, basquetebolista do clube durante duas décadas, “terminou com o findar da época desportiva 2020/21”. Na sua página de Facebook, a secção de Basquetebol do CDP anunciou a saída da atleta, ao afirmar que “há um novo rumo para as seniores femininas do Clube Desportivo da Póvoa”.

Na publicação, o clube “agradece e reconhece o tempo despendido em prol do basquetebol e deseja-lhe os maiores sucessos pessoais e profissionais”.

A notícia foi também anunciada pela própria atleta, na sua página pessoal da rede social. Joana Sousa começa por destacar os “20 anos de entrega total ao meu clube, ao meu único clube”. Diz ainda que esteve “presente nos maus momentos (quando muita gente salta fora porque não aguenta) e nos momentos de glória que fazem parte deste clube”.

No texto, a atleta dá a conhecer que, no seu último jogo com a camisola nº 14 do CDP, “não saberia que seria o último” e, por isso, “hoje senti uma dor como já não sentia há muito tempo”.

Segundo a publicação, Joana “não esperava” a notícia do término da ligação com o clube, “a notícia que aquela deixaria de ser a minha ‘casa’ pois já não contavam mais comigo no clube, a quem dei tudo, e por quem deixei tantas coisas para nunca o deixar ficar mal”.

Após um ano e meio de pandemia, que dificultou a prática de desporto e a existência de público nas bancadas, a basquetebolista diz que “tenho pena desta época tão atípica me ter tirado o prazer de ver o pavilhão com as pessoas que realmente gosto e que gostavam de mim”.

A terminar, agradece às “pessoas e amizades para a vida, atletas incríveis que me deixam tão orgulhosa por ainda continuarem apaixonados por este magnífico desporto”. Reconhece também os treinadores Sofia Ramalho Gomes, André Matos, Hugo Miguel, Pedro Dias e Pedro Maio “por me ajudarem a crescer tanto como atleta, mas principalmente enquanto pessoa”.

“Passou a haver uma mágoa e olhando para aquele campo, todos os momentos passaram na minha cabeça e aquela tão grande paixão desmoronou-se”, conclui a atleta.

Foto de Joana Sousa