Bispo Rui Valério recebe Camisola Poveira, “símbolo de bravura” da Póvoa de Varzim

0
545

Depois de ter presidido às comemorações em honra da Senhora da Assunção deste ano, na igreja da Lapa, o bispo Rui Valério levou consigo a “referência universal da Póvoa de Varzim”.  

A Câmara Municipal ofereceu-lhe uma camisola poveira, prenda que o Bispo das Forças Armadas e de Segurança recebeu “não só com as minhas mãos, mas com o meu coração”.

O gesto teve lugar no final da missa deste domingo, 15 de agosto, dia dedicado à Nossa Senhora da Assunção. O padre Nuno Rocha, que dirige a paróquia da Lapa, aproveitou a ocasião para “agradecer profundamente a presença do Dom Rui ao longo destes dias”, e destacou a “lembrança que muito marca toda esta gente da cidade da Póvoa de Varzim, deste lugar à beira-mar”.

Aires Pereira, em nome do município, lembrou que a camisola poveira “não é só uma peça de vestuário, é um símbolo”. Meio ano passado da polémica com a estilista americana que se apropriou do estilo da camisola, o presidente da Câmara avançou que “ela não percebia porque é que a nossa comunidade se tinha indignado tanto”.

“Só não percebe isso quem não conhece a comunidade piscatória da Póvoa de Varzim e quem não sabe que com aquela camisola morreu muita gente no mar”, disse. Por isso, “é com uma enorme honra” que ofereceu a peça ao bispo Rui Valério, peça essa que é um “símbolo de bravura, dedicação e daquilo que é a ligação da comunidade poveira a esta comunidade religiosa”, terminou o edil.

Já o bispo, com a camisola nas mãos, agradeceu a oferta de “uma referência universal da Póvoa de Varzim”, que representa a cidade “com as suas gentes, o seu povo, a sua cultura, a sua bravura, espírito de iniciativa”. “Que Nossa Senhora vos abençoe”, pediu.

Fotos de José Alberto Nogueira