Bloco questiona governo sobre estragos causados pelo mau tempo na Póvoa de Varzim

0
974

O grupo parlamentar do Bloco de Esquerda entregou, nesta terça-feira, uma pergunta ao Governo acerca dos estragos causados pelo mau tempo em explorações agrícolas na Póvoa de Varzim.

“O mau tempo verificado às primeiras horas do dia 1 de janeiro de 2023, com a intensa pluviosidade e vento forte provocaram avultados estragos na agricultura e hortifruticultura nas freguesias de Terroso, Aguçadoura, Navais e Estela, no concelho da Póvoa de Varzim, que se agravou no sábado passado”, aponta o Bloco.

“Os estragos foram enormes, com estufas destruídas, plásticos arrancados e campos alagados comprometendo a maioria da produção de horticultura”, afirma ao citar o presidente da Horpozim. Esta situação é particularmente preocupante visto que “a agricultura no concelho da Póvoa de Varzim é a principal atividade de milhares de pessoas, são mais de duas mil explorações hortícolas distribuídas por cerca de dois mil hectares”, diz o partido político.

O Bloco mostra-se “solidário com os produtores afetados e considera fundamental o apoio por parte do Ministério da Agricultura e Alimentação a estes produtores e que possam com a maior celeridade possível serem compensados pelas perdas avultadas e assim voltar à sua atividade”, lê-se no documento.

Nesse sentido, questiona se “tem o governo conhecimento sobre esta matéria”, “que medidas pensa o Ministério tomar para garantir a prossecução da atividade destes produtores agrícolas”, se “o Ministério já efetuou o levantamento dos prejuízos provocados pela intempérie do dia 1 de janeiro” e “qual o prazo de atribuição dos apoios para os produtores afetados”.