Brasileira passa pela primeira vez o Natal na Póvoa de Varzim: “É uma honra”

0
4151

Ângela Cristina já tinha estado em Portugal em 2019 e em 2020, mas é este o primeiro Natal que passa longe da sua casa no Brasil. Apesar disso, o Natal português já não lhe é estranho: “os meus avôs paterno e materno eram portugueses. Na minha família, no Brasil, já vivíamos a essência de Portugal. Comíamos aletria e o bacalhau. Na casa da minha avó paterna tinha estilos de comida portuguesa”, conta.

Ao MAIS/Semanário, contou que a própria vinda para Portugal é também fruto dessa convivência com tradições portuguesas, ao longo da sua vida. Como explica Ângela, no ano passado, o pai, de quem cuidava, faleceu, e ela decidiu “fazer uma mudança de vida. Decidi vender tudo o que tinha e vim para cá”.

“No início, foi meio difícil, tinha um aperto no coração, mas como já amava Portugal tornou-se mais fácil”, garante. “Estou a aprender muito aqui. Para mim é uma honra estar em Portugal”.

Este texto faz parte de um artigo publicado esta semana no jornal MAIS/Semanário, que pode ler na íntegra na edição papel ou na edição digital (PDF).