Câmara da Póvoa apresenta projeto social “que visa abranger a população dos idosos aos jovens” (Fotos)

0
3102

Já está em atividade o Plano de Ação das Operações Integradas dos Territórios de Intervenção (PAOITI) da Póvoa de Varzim. O salão nobre da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim foi o cenário para a apresentação do projeto social

A Área Metropolitana do Porto, no âmbito do Programa de Recuperação e Resiliência PRR, elaborou o Plano de Ação das Comunidades Desfavorecidas, no qual se verificam objetivos comuns com o PAOITI da Póvoa de Varzim. Desta forma, o município da Póvoa respondeu ao convite da AMP de forma positiva e, em estreita parceria com os municípios de Matosinhos e de Vila do Conde, integrantes da Unidade Territorial Local Litoral Norte, apresentaram respostas de proximidade e articuladas para minimizar as diferentes vulnerabilidades das comunidades.
O PAOITI da Póvoa de Varzim, nasceu do trabalho do pelouro da Ação Social em conjunto com entidades e agentes locais, através da implementação e execução de operações individuais divididas em 4 eixos de intervenção: Saúde e Envelhecimento Ativo; Cidadania e Participação; Inclusão e Intervenção Social e Gestão, Monitorização e Avaliação.

A Saúde e Envelhecimento Ativo vai ter como operações, “Póvoa de Varzim promove Afetos em casa” e o “AtivaMENTE- Projeto de Promoção de Literacia em Saúde Mental”; a Cidadania e Participação vai ser desenvolvida na operação “É bom Viver no Bairro” e na operação “Póvoa de Varzim Potencia Literacias”; a Inclusão e Intervenção Social tem como operação “Mar para todos”. Estes projetos vão ser desenvolvidos durante dois anos e, no final vai ser feita a Gestão, Monitorização e Avaliação de todos as ações que vão ficar documentadas no Guia de Boas Práticas da UTL Litoral Norte.

Na sessão de apresentação do plano esteve a vereadora da Câmara Municipal, Andrea Silva que afirmou ser um projeto “que visa a verdadeira inclusão e coesão territorial e que vai abranger a população da Póvoa de Varzim, desde idosos, jovens vamos conseguir chegar as várias faixas etárias”. Para a autarca da Coesão Social “é muito bom receber o feedback que tem sido muito positivo”, uma vez que estão a ser desenvolvidas algumas ações, como por exemplo, do projeto Ativamente que “é um projeto de literacia e saúde mental, que é um projeto que tem capacitado os técnicos da área da saúde, os professores para que possam saber como lidar com algumas situações no dia-a-dia”.

Visto tratar-se de um plano do PRR o investimento vai ser de 5 milhões e estima-se que os beneficiários diretos dos 4 eixos de intervenção do PAIOTI venham a ser 7300 e beneficiários indiretos 20 mil. Estes números foram divulgados pela vereadora da Coesão Social, que “pretende que sejam abrangidas muitas mais pessoas, se tal for possível com este trabalho”.