Câmara da Póvoa não vai “patrocinar” CDP enquanto ação se mantiver em tribunal

0
407

Na reunião de Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, realizada na tarde desta terça-feira, o PS questionou o executivo sobre o Clube Desportivo da Póvoa, que não estará a receber o subsídio previsto no contrato de programa, e que haverá treinadores com subsídios em atraso. Aires Pereira esclareceu: a atribuição do subsídio “não faz nenhum sentido” e por isso “interrompemos esse processo”.

Isto porque, relembrou o presidente da Câmara Municipal, “o CDP, através de uma entreposta empresa, colocou uma ação em tribunal com um pedido de indemnização de cerca de 13 milhões de euros ao Município”.

Em conversa “com os nossos advogados, foi aconselhado a que o Município não continue a ter esta relação em que subsidia um clube que por outro lado está a demandar a Câmara num pedido de indemnização”, disse, acrescentando que, “enquanto esta situação se mantiver, o Município não irá ter qualquer relação com o CDP no sentido de patrocinar a sua atividade”.

Para Aires Pereira, “a direção [do CDP] tem responsabilidade, decidiu ir por este caminho. Tem de ter a capacidade de superar a situação que criou, e foram eles que a criaram ao colocar em tribunal uma ação com esta dimensão”. “A direção deve ter ponderado as consequências da decisão que tomou em junho deste ano”, rematou.