Câmara diz que Dias no Parque e festas de S. Pedro estão “comprometidas”

0
7725

O presidente da Câmara da Póvoa de Varzim, na reunião de executivo de terça-feira realizada no salão nobre dos Paços do Concelho (na qual todos se sentaram distantes uns dos outros) reconheceu que os eventos organizados pela autarquia, nomeadamente os que têm lugar no mês de junho “estão seriamente comprometidos”.

De qualquer maneira, ainda é cedo para ter certeza absoluta: “Nesta altura ninguém é capaz de adivinhar o que vai acontecer em junho, sejam os Dias no Parque, o S. Pedro ou o Póvoa ao Ar Livre. Mas sabemos que são organizações pesadas e que exigem meses de preparação anterior. Por isso, demos nota às associações que elas devem ter um comportamento cauteloso e não assumir qualquer tipo de compromissos que depois podem sair caros se tiver de haver cancelamentos”, avisou Aires Pereira aos jornalistas no fim da sessão. “Seja como for, o que importa é a saúde das pessoas, tudo o resto é secundário”.

Minutos antes, aos vereadores, Aires também havia dito: “Em função da conjuntura previsivelmente duradoura, que condicionará o uso do espaço público e o direito de reunião, impõe-se prever que as festas de S. Pedro, os Dias no Parque, o Festival Internacional de Música e o Póvoa ao Ar Livre, têm a sua realização, nos moldes habituais, seriamente comprometida”, e pede às associações “que estejam atentas às orientações da Câmara, não assumindo por enquanto, quaisquer compromissos financeiros ou outros”, esclareceu.