Câmara mantém Feira de Vila do Conde em funcionamento e apela ao respeito das medidas

A autarquia vila-condense determinou “que as Feiras e Mercados se manterão em funcionamento”. A comunicação foi avançada na noite desta terça-feira, ao adiantar a “importância económica e cultural e considerando que desde maio de 2020 cumprem o plano de contingência aprovado pelas Autoridades de Saúde”.

Na informação partilhada pelo município vila-condense, é também referido que “os equipamentos culturais manterão a sua agenda, procedendo aos ajustes necessários por forma a garantir o seu encerramento às 22h30”.

Sobre o facto do concelho integrar um dos 121 concelhos de risco, a Câmara Municipal de Vila do Conde refere que entram em vigor esta quarta-feira, as seguintes medidas:

“Dever cívico de recolhimento domiciliário; Eventos e celebrações limitados a 5 pessoas salvo se forem do mesmo agregado familiar; Encerramento dos estabelecimentos comerciais até às 22h. Exceções: farmácias, consultórios e clinicas, funerárias, take away, postos de abastecimento e rent-a-car; Encerramento dos restaurantes até às 22h30 (6 pessoas no máximo por mesa, salvo se forem do mesmo agregado familiar).

Elisa Ferraz apela que “respeitem as indicações”

Na mesma nota, Elisa Ferraz, presidente de Câmara de Vila do Conde, apela a todos os vila-condenses “que respeitem as indicações agora emanadas” e que “a saúde de todos depende do comportamento de cada um”.

Foto arquivo de maio de 2020, na reabertura da feira de Vila do Conde, após o confinamento.

.