Comunidade de Rates festeja 50 anos do seu rancho folclórico (fotos)

1194

“Este é um dia especial para S. Pedro de Rates”, foi assim que começou José Matias, presidente do Rancho Folclórico da freguesia, a sua intervenção, na sessão comemorativa dos 50 anos do grupo, realizada no salão nobre da Junta de Freguesia, ao final da tarde de sábado.

O dirigente que lidera o rancho há 25 anos, lembrou fundadores, e anteriores presidentes e ensaiadores, perante duas dezenas de pessoas ligadas ao grupo ou às associações da vila que se juntaram à cerimónia.

Para Paulo João, presidente da junta, “este é um gesto simbólico devido às circunstâncias”, mas anunciou que José Matias e o Rancho serão distinguidos com a medalha do Dia da Vila quando for possível realizar uma cerimónia com maior número de pessoas.

O autarca referiu que “temos a obrigação de lutar pelas nossas raízes”, enquanto Luís Diamantino, vice-presidente da Câmara da Póvoa de Varzim, acrescentou que “os ranchos fazem parte da nossa cultura e é uma forma de amarmos a nossa história de trabalho de romaria de casamento através de danças e cantares. Estamos a homenagear um monumento vivo”.

Após a sessão, as pessoas dirigiram-se ao Núcleo Museológico de Rates, onde foi inaugurada uma exposição alusiva aos 50 anos do Rancho Folclórico de S. Pedro de Rates.

Na foto, da esquerda para a direita: Paulo João, Afonso Azevedo, Ana Sofia, Luís Diamantino e José Matias.