Decisão judicial provoca turbulência na Leicarcoop

0
10837

Mais de uma centena de produtores de leite contestaram, durante o dia desta segunda-feira, junto às instalações da Leicarcoop, em São Pedro de Rates, a decisão do Tribunal em dar razão à anterior direção de José Oliveira, na questão da gestão, propriedade do armazém, da sede e dos equipamentos de recolha, tratamento e distribuição.

José Oliveira, que liderou a cooperativa até ser destituído em assembleia-geral e substituído por Rui Sousa, em agosto do ano passado, ganhou uma das várias providências cautelares que apresentou, e esta segunda-feira deveria ter tomado outra vez posse dos equipamentos e do cargo, mas tal não aconteceu porque não estariam reunidas todas as condições de segurança.

Para Rui Sousa, atual presidente da Leicarcoop, a turbulência destas decisões “pode provocar a inviabilização do Processo Especial de Revitalização homologado pelo Tribunal de Santo Tirso e a negociação dos créditos dos fornecedores e produtores”.

Com a indefinição, está em causa o futuro da Leicarcoop e pelas eventuais consequências sociais para a região.

No local, esteve a GNR a acompanhar a evolução do dia, sem registar qualquer alteração de ordem pública. A entrega do cargo e dos equipamentos à direção de José Oliveira ficou reagendada para o início da próxima semana.