Enfermeira da Misericórdia da Póvoa vê vacina como o “caminho certo”

Na terça-feira, a Santa Casa da Misericórdia da Póvoa arrancou com o processo de vacinação. A enfermeira-coordenadora, Ana Isabel Malta, natural de Balasar, destacou este “momento tão esperado” marcado por “alguma ansiedade” mas também pela “vontade muito grande que chegasse”, descreveu à nossa reportagem.

Optar por tomar a vacina, para si, “não é difícil” pois acredita que este “é o caminho e a solução para estes tempos difíceis”, disse. Aliás, “a esmagadora maioria” dos profissionais de saúde da instituição vão ser vacinados.

Ana Isabel Malta, há 12 anos a trabalhar na Misericórdia da Póvoa de Varzim, recorda uns últimos meses “difíceis e de muitas incertezas” que exigiram uma colaboração muito grande entre todos os profissionais. “Mostraram dedicação e estiveram à altura, a resposta foi positiva, mesmo naqueles dias em que quase apeteceu desistir”, contou.

Foto José Alberto Nogueira

Notícia da edição em papel de 13 de janeiro já disponível nos quiosques