Ex-candidata Elvira Ferreira nota pouca atividade de campanha

880

Elvira Ferreira, vereadora na Câmara Municipal da Póvoa de Varzim pelas listas do PS, e candidata pelos socialistas nas eleições autárquicas de 2013, considerou que as movimentações partidárias para o sufrágio autárquico deste ano, estão desenrolar-se muito timidamente, considerando que a campanha está a passar ao lado da população.

“Há quatro anos comecei a preparar as eleições em janeiro, e não parávamos. Acho que esse foi o motor para que os outros partidos também começassem a mexer”, analisou Elvira Ferreira, completando: “Acho que isso levou as pessoas a estarem mais envolvidas, e, para bem ou para mal, os assuntos eram abordados. Creio que foi uma campanha muito ativa e em que toda a gente participou”.

Nesse sentido, a vereadora considerou “atualmente quase não se dá conta que há campanha”, e que à parte dos “cartazes quase não se vê mais nada”

“Se de um lado partem do principio que já ganharam, do outro não sei o que se passa, não vejo ninguém a dar à perna. Vejo sedes fechadas e poucas iniciativas…”, analisou a vereadora em fim de mandato.

Elvira Ferreira considerou que “ a nível da campanha para a Junta de Freguesia [da Póvoa de Varzim/Argivai e Beiriz] há mais atividade”, mas que  “para a Câmara Municipal parece que está tudo mais acomodado”.

A ex-candidata lembra que “na linha de partida todos podem ser vencedores”, considerando que “por vezes podem haver surpresas”, vincando que depois de ter sido criticado, em 2013, por algumas opções tomadas, estará, agora, “do lado e fora para fazer avaliação”.