Fogo de artifício na Senhora das Dores em risco de acabar

0
5192

A Câmara Municipal da Póvoa de Varzim admite repensar a forma como decorrem as festas em honra de Nossa Senhora Dores, que se realizam em setembro, e evitar que o funcionamento das mesmas possam causar incómodos no Hospital da Póvoa e, sobretudo, aos pacientes que nesse período recorrem ou estão internados nesta unidade de saúde.

A questão foi levantada na última reunião de Câmara, pela vereadora eleita pelas listas do PS, Elvira Ferreira, que disse ter testemunhado, na primeira pessoa, no serviço de urgências do hospital, um incidente que considera “inaceitável” durante a tradicional sessão de fogo de artifício das festividades.

[notification type=”notification_info” ]Leia a notícia completa na edição impressa do MAIS/Semanário desta semana[/notification]