Fotógrafo poveiro assaltado na marginal de Caxinas

0
21104

Paulo Cunha, residente na Póvoa de Varzim e que tem paixão pela fotografia, foi assaltado ao final da tarde de quarta-feira, tendo ficado sem as câmaras fotográficas e uma série de acessórios.

Tudo aconteceu entre as 18h30 e as 19,30h, em que o apaixonado pela fotografia, após ter tirado várias fotos na marginal na avenida D. Infante Henrique, guardou o material no seu automóvel, estacionado junto a diversos locais de restauração da zona. Depois enquanto tomava café em um dos bares ali instalados, o roubo foi consumado.

Paulo Cunha só se apercebeu quando regressou ao carro, do furto dos equipamentos, entre as quais “uma mochila com as câmaras fotográficas (Canon reflex – profissionais), bem como uma série de equipamentos (objectivas, filtros, speedlights (flash’s), para-sol, lentes, cartões, credenciais de reportagem, entre outros), avaliados em vários milhares de euros.

De acordo com suspeitas e após ter sido chamada a PSP, o ou os larápios terão alegadamente agido como profissionais podendo ter aberto o carro via rádio, sem deixar qualquer impressão ou arranhão.

Na sua página no Facebook, Paulo Cunha expressou o seu lamento: “Acreditem. Estou muito triste, mesmo! Que estes equipamentos que foram sempre tão acarinhados e esta paixão, esteja nas mãos de um(a) …. de quem por “dez reis de mel coado” tenha pobremente enriquecido com a minha tristeza e mágoa”.