Há 50 anos centenas de pessoas encheram Praça do Almada para manifestação de apoio ao MFA

0
1003

A Revolução dos Cravos de há 50 anos, também ficou assinalada na Póvoa de Varzim, quando dois dias depois, a 27 de Abril de 1974, teve lugar a manifestação popular de apoio ao MFA (Movimento das Forças Armadas), organizada pelo Movimento Democrático do Porto.

Em pleno centro da cidade da Póvoa de Varzim, na Praça do Almada, em frente à Câmara Municipal, concentraram-se centenas de pessoas. Foi uma manifestação pacifica realizada pelos poveiros, muitos deles, na altura, sedentos de informações mais concretas e que vinham de Lisboa, epicentro da revolução promovida pelos militares.

Na foto da loja ‘Foto Studio’ cedida pelo arquivo da Biblioteca Municipal da Póvoa de Varzim, recorda-se a presença na Praça do Almada, de militares, de um automóvel com uma corneta de som, de onde eram difundidas mensagens sobre o grande acontecimento nacional.

Entre as centenas de poveiros presentes e registado na foto, e identificados pelo falecido Manuel Lopes, antigo diretor da biblioteca poveira, vislumbram-se entre outros, António Oliveira (empregado de escritório); António Touguinha (empregado bancário); Belmiro Frasco (gerente industrial); Carlos Moura (gerente têxtil); Fernando Cunha (engenheiro); Gabriel Poças (funcionário municipal); Heliodoro Moreira (comerciante); Isolino Cristelo (pescador/sindicalista); João Castanho (empreiteiro); João Finisterra (alfaiate); João Silva (CERPÓVOA); Jorge Matos (engenheiro civil); José Eduardo Rebelo (professor universitário); José Milhazes (ex. vereador da Câmara); Luís Alberto Oliveira; Manuel Rui Santos (engenheiro); Manuela Ferreira (modista); Moreira (agência funerária); Odete Ferreira (empregada de escritório); Prof. Pimenta (professor primário); Rosa Alves dos Santos (professora universitária); Victor Pedras (empregado bancário).