Hospital passa a mensagem de que “informatizar não é desumanizar”

0
1382

Na manhã de quinta-feira, o Centro Hospitalar assinou protocolos com Câmaras, Juntas e instituições de Póvoa de Varzim e Vila do Conde, num total de 38 entidades.

São protocolos de combate à iliteracia digital. A ideia é preparar os utentes do hospital para a utilização das novas tecnologias como forma de agilizar os serviços e reduzir o uso do papel e da burocracia. Muitos pacientes já o fazem, mas há espaço para chegar a mais gente.

“Informatizar não é desumanizar”, lembrava Rita Veloso, do conselho de administração e grande impulsionadora do Projeto Hórus, implementado em maio de 2019 no âmbito da iniciativa nacional ‘SNS Sem Papel’. E com melhorias óbvias, disse, considerando, por exemplo, que houve uma redução em 65% das falsas urgências e em 10% das idas ao serviço de urgência. Tudo graças às agendas eletrónicas que permitem facilmente reencaminhar pessoas para o ACES.

Gaspar Pais, presidente da administração, acrescentou que, atualmente, 80% das receitas são prescritas por via eletrónica, muito acima dos 10% da média nacional.

Foto: Serviços Partilhados do Ministério da Saúde