Identificados 13 casos da variante Ómicron em Portugal, todos em elementos da B SAD

0
183

A variante Ómicron da covid-19, considerada preocupante pela Organização Mundial da Saúde, foi identificada em Portugal. Segundo comunicado do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), as 13 amostras positivas foram identificadas em jogadores da Belenenses SAD (B SAD).

No entanto, a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, esclareceu na manhã desta segunda-feira que os casos não se confirmaram apenas em jogadores da B SAD, mas também em elementos do staff da equipa.

Um dos jogadores terá, recentemente, viajado até à África do Sul, país onde a variante foi detetada pela primeira vez. O INSA “analisou ainda amostras provenientes de 218 passageiros de um voo com origem em Maputo que aterrou, dia 27 de novembro, no aeroporto de Lisboa”, continua.

Os contactos dos casos de infeção associados ao surto estão em isolamento profilático, independentemente do estado vacinal e do nível de exposição. Isto, diz o INSA, “por forma a garantir a quebra de cadeias de transmissão e seguindo o princípio da precaução em Saúde Pública, enquanto se aguardam mais informações relativamente à transmissão, impacto e efetividade vacinal contra a variante Ómicron”.

Estes contactos farão teste à covid-19 “o mais precocemente possível, ao 5º e ao 10º dia”.

Entre os passageiros do voo com origem em Maputo, foram detetados dois casos positivos: um associado à variante Delta, e não permitindo o outro a correta identificação.

O INSA relembra que “não existem ainda quaisquer dados científicos que suportem a maior transmissibilidade ou a capacidade para diminuir a eficácia das atuais vacinas” da variante Ómicron.