Junta de Laúndos denuncia “descargas diretas” no aterro de Paradela (vídeo)

0
1711

Nesta quarta-feira (10), as freguesias vizinhas ao aterro da Resulima em Paradela acordaram “com o terrível fedor intolerável”. São palavras da Junta de Freguesia de Laúndos que, na sua página de Facebook, denunciou mais uma vez a situação e exigiu “mais ação” fiscalizadora.

“Hoje, mais uma vez, foram vistos vários camiões de recolha de resíduos a fazerem descargas diretas no aterro. Incompreensível e muito questionável!”, lê-se na publicação da autarquia.

E continua: “Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, de que é que estão à espera para fiscalizar e fazer cumprir a lei? Mais ação é necessária”, até porque “a paciência das autarquias e das populações tem limites”, escreveu.

Lembre-se que o aterro sanitário de Paradela, gerido pela Resulima, está em funcionamento desde o início de 2022 e, desde aí, é alvo de inúmeras reclamações das populações vizinhas, devido aos maus cheiros. Estas queixas vêm, sobretudo, das freguesias de Rates e Laúndos. Nesse sentido, tanto as duas Juntas de Freguesia como a Câmara Municipal da Póvoa de Varzim têm apresentado queixa a várias entidades sobre o funcionamento do aterro.

Veja o vídeo publicado pela Junta de Freguesia de Laúndos: