Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024

Kluest chega a Portugal para criar o seu próprio mundo

O estúdio espanhol Sons of a Bit, um premiado estúdio espanhol de videojogos fundado em 2013, inicialmente centrado em desenvolvimentos para terceiros (entre os seus clientes conta-se a Rovio, criadora do mundialmente famoso “Angry Birds”).

Em 2019, o estúdio mudou o seu modelo de negócio para desenvolver os seus próprios produtos, atualizando e especificando a sua missão: “Desenvolver videojogos que permitam aos jogadores expressarem-se de forma criativa”.

A partir desta premissa, nasceu Kluest: o Metaverso espanhol com maior projeção internacional da atualidade, onde qualquer pessoa pode criar, partilhar, rentabilizar e viver os seus próprios universos de Realidade Aumentada em qualquer momento e em qualquer lugar. Está fazendo o lançamento em Portugal do seu novo projeto, Kluest.

A tendência para as plataformas de conteúdos gerados pelo utilizador chegou com força. A Nintendo com o Super Mario Maker, a Epic com o Fortnite e o motor Unreal para criar, ou o Minecraft, abriram o caminho para a democratização da criação de conteúdos interativos.

Já não são jogos, mas plataformas de conteúdos, onde se encontram milhões de jogos. O YouTube, o Twitter ou o Roblox seguem esta linha.

Como é Kluest, uma nova experiência em jogos.

Aproveite e Baixa Kluest de graça, a grande revolução nos jogos que está a chegar a Portugal.

Há vários aspetos que aborda de uma nova forma. O facto de tudo acontecer no mundo real. A maioria dos protometaverses, agora também chamados plataformas baseadas em jogos, como o Roblox ou o Fornite, são locais onde as pessoas convivem, constroem e até rentabilizam mundos digitais, mas o jogador está fechado em casa com óculos de Realidade Virtual.

Com Kluest é preciso sair de casa. Tudo acontece no mundo real graças à mais recente tecnologia de geolocalização e de Realidade Aumentada. Pode ser visto como uma espécie de Super Pokemon Go, em que tudo o que vê no mapa foi criado por utilizadores como você. Anda à sua volta e a aplicação guia-o pela cidade real em busca de novas experiências. De facto, há empresas que utilizam a aplicação para atrair pessoas para o seu estabelecimento. E isso não pode ser feito em nenhuma outra plataforma.

Por outro lado, na sua plataforma qualquer pessoa pode criar conteúdos de uma forma superfácil, criar animações, figuras 3D e tudo a partir do telemóvel, enquanto nas plataformas baseadas em jogos, como o Roblox, a criação de conteúdos é bastante difícil e tem de ser feita

Em estes dias está sendo lançado em Portugal e proximamente nos Estados Unidos, sendo o grande mercado. O custo de aquisição de utilizadores é mais elevado do que na Europa e, por conseguinte, o orçamento de marketing é também mais elevado.

O estúdio fez uma parceria com a Lamina1, a mais importante plataforma aberta de metaversos do mundo, liderada por Neil Stephenson, que cunhou o termo “metaverso” num romance muito famoso (“Snow Crash”, 1992). É uma das 20 plataformas que selecionaram e vão-lhe dar uma cobertura importante nos Estados Unidos.

Não fique por fora deste alucinante novo mundo e faça o seu próprio mundo interatuando com pessoas de todo o planeta.

Artigos Relacionados

MAIS/Semanário