Lactogal vai pagar mais 1,5 cêntimos por litro de leite às cooperativas

0
154

Já a partir do próximo mês, o grupo Lactogal vai “aumentar em 1,5 cêntimos o valor pago por litro às uniões cooperativas a quem compra, em exclusivo, a matéria-prima”.

A notícia surge depois de vários protestos por parte dos produtores de leite, que contestaram o preço do leite, que consideram injusto e baixo. Em comunicado, a Lactogal explica que está “ciente do atual contexto económico, que tem afetado de forma bastante adversa a economia das explorações leiteiras em Portugal”.

Refere ainda que, desde o início da pandemia, os operadores suportam um “elevado aumento” dos custos de produção. Por isso, o grupo vai “aumentar em 1,5 cêntimos o valor pago por litro às três uniões cooperativas a quem compra, em exclusivo, a sua matéria-prima”.

Os produtores de leite já reagiram ao aumento, dizendo que é positivo. “São decisões no bom sentido, apesar de chegarem muito atrasadas e serem insuficientes face ao aumento brutal do custo das rações que os produtores suportam desde o início de 2021 e face ao aumento do custo da eletricidade que começam agora a suportar”, diz a Aprolep.

Agora, a Associação dos Produtores de Leite de Portugal desafia “os restantes compradores de leite a aumentarem o preço ao produtor num valor superior aos anunciados, para que o aumento chegue a todos os produtores”.

A meta será “de forma progressiva, mas rápida, aumentar em seis cêntimos o preço médio ao produtor em Portugal”.

“Temos em Portugal empresas de laticínios especializadas em produtos de valor acrescentado e grupos que controlam todo o processo, desde o produtor até ao consumidor, e que por isso terão certamente condições para responder de forma rápida e positiva à exigência de um preço justo para a produção de leite que temos vindo a apresentar”, remata a associação.