Mário Silva descarta favoritismo frente ao FK Borac: “Nome não é sonante mas são perigosos”

67

O treinador do Rio Ave recusa favoritismos no jogo frente aos bósnios do FK Borac Banja Luka, a contar para a 2.ª pré-eliminatória da Liga Europa e que se realiza quinta-feira, às 19h.

“É um jogo em que é difícil falar em favoritos. Sabemos que o momento das equipas não é mesmo e tudo pode acontecer. As probabilidades são 50/50, mas queremos fazer com que em jogo sejamos superiores perante um adversário que nos vai criar dificuldades», disse ontem Mário Silva.

“O nome {do adversário} não é sonante mas tem jogadores perigosos do meio campo para a frente. Em termos defensivos tem lacunas que tentaremos explorar mas não deixa de ser uma equipa compacta”.

De qualquer forma, o ténico assegura: “Estamos preparados e o importante é termos qualidade no plantel. Estou satisfeito com o grupo que tenho, com muitos elementos com experiência internacional, o que pode ser preponderante”.

Olhando às casas de apostas, o consenso nesta altura é de que o Rio Ave tem cerca de 56% de hipóteses de ganhar o jogo nos 90 minutos e 71% de passar à próxima fase.

Imagem Rio Ave