Máscaras vão deixar de ser obrigatórias, anuncia ministra da Saúde (vídeo)

0
1093

O uso de máscara vai deixar de ser obrigatório em Portugal, anunciou a ministra da Saúde nesta quinta-feira. Estão previstas apenas duas exceções: em “locais frequentados por pessoas especialmente vulneráveis” e em “locais caracterizados pela elevada intensidade de utilização, difícil arejamento e inexistência de alternativas à sua utilização em momentos de grande frequência”.

Assim, a máscara continua obrigatória em estabelecimentos de saúde, estruturas residenciais para idosos, unidades da Rede Nacional de Cuidados Continuados e Integrados e estruturas da mesma tipologia, bem como nos transportes coletivos de passageiros. Nas salas de aula, a máscara não vai ser necessária.

Segundo Marta Temido, o Governo considera que “estão reunidas as condições” para deixar cair a máscara, mas lembrou que “a pandemia não acabou”.

Por isso, avisou que “sazonalmente poderemos ter de voltar a modelar as nossas medidas e tomar medidas em sentido diferente”, tendo em conta os indicadores de referência, como o número de camas ocupadas por doentes com covid-19 nas unidades de cuidados intensivos e a mortalidade por covid-19.

A medida entra em vigor com a resolução do Conselho de Ministros de hoje.

Assista à conferência de imprensa do Conselho de Ministros desta quinta-feira, 21 de abril: