Morreu atriz brasileira que ajudou na geminação Rio de Janeiro-Póvoa

16371

Morreu esta quarta-feira, aos 86 anos,  a atriz brasileira Neuza Amaral, que chegou a criar laços de amizade com a Póvoa de Varzim, quando na altura a Câmara da Póvoa de Varzim era liderada por Manuel Vaz.

Neuza Amaral teve uma participação na vida pública e foi vereadora do Rio de Janeiro na década de 1990, momento em que encetou com a Póvoa de Varzim uma geminação que durou alguns anos. A atriz era sócia da Casa dos Poveiros do Rio de Janeiro.

A atriz, que interpretou várias novelas da Rede Globo e que passaram em Portugal, chegou a visitar com frequência a Póvoa de Varzim, onde era acompanhada por diversos amigos. No Brasil ajudou em causas de hemofilia e leitura para cegos. No início dos anos 2000, também atuou como controladora-geral de Cultura na Prefeitura da Araruama, onde tinha residência.

Neuza Amaral morreu vítima de embolia pulmonar e vivia a alguns quilómetros fora do Rio, tinha um filho e dois netos.