Nasceu na Póvoa polícia morto no Brasil

2305

De acordo com relatos na imprensa deste sábado, Patrick Batista Lopes, da Polícia Militar do Rio de Janeiro, foi encontrado morto no banco de trás de uma viatura com 15 tiros. O militar de 27 anos é natural da Póvoa de Varzim e terá ido para o Brasil ainda com um mês de idade, adiantou ao JN, Monique Miranda, irmã da vitima.

O corpo foi encontrado na sexta-feira num veículo abandonado na margem da estrada do municípo de Niterói, por uma equipa da Polícia Rodoviária, que patrulhava a zona.

Patrick Lopes entrou para a Polícia Militar em 2014 e trabalhava na Unidade de Polícia Pacificadora do São Carlos, e de acordo com a imprensa brasileira, o poveiro foi o sétimo polícia militar a morrer assassinado desde o início do ano. primeiro dia de 2018.