Naturalidade de Eça de Queirós discutida na Biblioteca Municipal

0
252

Eça de Queirós descrevia-se como “um pobre homem da Póvoa de Varzim”. Mas será mesmo assim? É com esta questão que Ricardo Bessa Teixeira lança o tema da Conferência Eça de Queirós – notas biográficas inéditas.

A sessão é recebida pela Biblioteca Municipal Rocha Peixoto, às 18h30 do dia 25 de novembro, quinta-feira.

O orador, professor cujos “principais interesses de investigação centram-se no domínio da genealogia, história de família e história local”, explica a Biblioteca, propõe abordar “a questão da naturalidade de Eça de Queirós numa perspetiva familiar, procurando evidenciar fases da sua infância no século XIX até então desconhecidas”.

A rede social estudada por Ricardo Bessa Teixeira abrange cidades do Norte de Portugal, como Ponte de Lima, Viana do Castelo, Póvoa de Varzim, Vila do Conde e Porto, mas também se estende até Rio de Janeiro, no Brasil.

“Uma abordagem que aposta na simplicidade e cumplicidade das relações humanas, sem polemização regional, despertará certamente no estudioso Eciano novas perspetivas biográficas”, refere a Biblioteca.