Paulo Gomes: “Todos temos de ajudar e de ser ajudados”

0
6553

Paulo Gomes é um empresário poveiro ligado ao negócio da restauração que, através do grupo D’gostar, consegue manter em atividade 50 colaboradores em período da pandemia Covid-19, apesar de algumas medidas que teve de colocar em prática. Para tudo voltar à normalidade, o empreendedor espera que “o cliente opte pelo comércio tradicional”.

Como tem gerido este período e se há decréscimo no volume de negócios?

Este é um período único, nunca passamos por uma situação idêntica, tivemos uma redução do volume de negócios na ordem dos 70%. Readaptamos o nosso modelo de negócio, desde as ementas diárias, à produção, aprovisionamento e gestão de pessoal. Tínhamos vários eventos e serviços de catering agendados mas a grande parte deles já foram cancelados. No grupo D’gostar tivemos que encerrar o restaurante Sushiedi, o Restaurante 505 e a padaria Pão D’arte.

Texto completo na edição desta semana. Enquanto decorrer o estado de emergência, pode aceder ao jornal em PDF gratuitamente, enviando o seu e-mail para geral@maissemanario.pt ou descarregar em www.maissemanario.pt