Pe. João Marques está eternizado junto ao Lota Bar. “Não podia ser de outra maneira” (fotos)

0
2496

Em frente ao Lota Bar, é, desde sábado, possível ter um vislumbre do passado: o padre João Francisco Marques, em forma de estátua, está novamente sentado numa mesa, acompanhado por uma cadeira vazia, destinada a quem quiser sentar-se e conversar. A escultura, que homenageia o ilustre sacerdote e professor poveiro falecido em 2015, foi inaugurada perante dezenas de pessoas, numa cerimónia integrada nas celebrações dos 50 anos de elevação a cidade da Póvoa de Varzim.

Manuela Marques, sobrinha do padre João Marques, foi uma das pessoas que ajudou no processo de idealização da escultura. Segundo a mesma, “fui acompanhando ao longo deste percurso e estive várias vezes com o escultor Hélder Carvalho. No fundo, fizemos a apresentação da pessoa, que ele conhecia. Foi muito bom, muito interessante. Acho que ele conseguiu uma obra bonita e que retrata muito bem o meu tio, nas suas diversas facetas”.

Para Manuela, o local, em frente ao Lota Bar, era o “lugar ideal” para colocar a estátua. “Sentimo-nos honrados por ser neste lugar tão emblemático, até porque ele estava naquela mesa, que fica junto à coluna, e é mesmo aqui em frente que colocaram a estátua. Não podia ser de outra maneira”, indicou.

Este texto faz parte de um artigo publicado esta semana no jornal MAIS/Semanário, que pode ler na íntegra na edição papel ou na edição digital (PDF).