Pinturas de Nadir Afonso expostas na Galeria Diana Bar

0
1859

O Museu Internacional de Arte Contemporânea (MIAC) da Póvoa de Varzim vai inaugurar, a 20 de abril, a exposição ‘Ainda não deu hora nenhuma’, de Nadir Afonso. A mostra de pintura estará exposta na Galeria Diana Bar, e serve para comemorar os 50 anos de elevação da Póvoa de Varzim a cidade.

‘Ainda não deu hora nenhuma’ demonstra “a Póvoa de Varzim na obra de Nadir Afonso, plasmada na tela, datada de 2003, representando a ligação mais óbvia e linear desta exposição, que toma como título a primeira frase de ‘O Marinheiro – Drama Estático em um Quadro’, de Fernando Pessoa, à cidade”, indica a sinopse da exposição.

Composta por trinta e duas telas e vinte e seis guaches, a exposição convoca “a cidade e os seus seres, os seus lugares, as suas emoções, amores e sonhos, em linhas feitas, olhares que o autor, a obra e o observador caminham, sublimados por deidades femininas e divindades da mitologia, e da literatura, chamadas à leitura nos títulos de algumas das obras em exibição”.

Nadir Afonso, nascido a 4 de dezembro de 1920, foi um arquiteto, pintor e pensador português. Entre várias distinções, recebeu o Prémio Amadeo de Souza-Cardoso e o Prémio Nacional de Pintura, bem como foi condecorado pelo presidente da República Oficial e Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada.

Faleceu a 11 de dezembro de 2013, e nesse mesmo ano foi inaugurado o Centro de Artes Nadir Afonso, em Boticas, de autoria de Louise Braverman. Em 2016, abriu ao público o Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso, em Chaves, de autoria de Álvaro Siza.