Presidente do Balasar: “Aceitava jogar como aceito não jogar o campeonato”

Foi lançado na passada semana um comunicado da Federação Portuguesa de Futebol que deu conta do cancelamento de todos os campeonatos nacionais e distritais não profissionais. Ao nível sénior, a decisão confirma a permanência da ADC Balasar na Divisão de Honra da Associação de Futebol do Porto. O MAIS/Semanário esteve à conversa com o presidente da ADC Balasar, José Cancela, sobre as decisões tomadas.

Aquando da suspensão do campeonato, o Balasar encontrava-se em 13º lugar da série 1 da divisão de honra da Associação de Futebol do Porto. José Cancela conta que estavam a ser tempos difíceis para o clube, mas que estavam, agora, perto de atingir os resultados desejados: “Nós tivemos uma fase má, desde dezembro até fins de fevereiro, com muitas lesões. Tivemos de recorrer à equipa de juniores para ter jogadores suficientes em campo”, começa por contar. “Agora estávamos numa fase em que a equipa já estava recuperada. Nós temos um plantel para fazer muito mais. Estávamos tranquilos”, refere o presidente pois, se o campeonato tivesse sido continuado, o Balasar tinha “todas as condições para não descer”.

Texto completo na edição desta semana. Enquanto decorrer o estado de emergência, pode aceder ao jornal em PDF gratuitamente, enviando o seu e-mail para geral@maissemanario.pt ou descarregar em www.maissemanario.pt