Presidente do Varzim com salário? Candidatos respondem

0
1800

No que diz respeito à remuneração de elementos na direção, as duas listas têm posições diferentes. Pedro Faria, da Lista A vincou que não tem nem faz intenções de ter um salário no clube, afirmando que “a única pessoa remunerada da direção é o Alexandre, através da SDUQ, e que o Varzim não entrará em loucuras a pagar salários exorbitantes a gestores”.

João Gomes, da Lista B, considerou, por seu turno, que “tem de haver transparência numa SDUQ, e sendo uma empresa tem de ser gerida com tal, merecendo a pessoa responsável uma remuneração pelo trabalho efetuado, até para que não hajam desconfianças”.

O apoio do presidente da Câmara Municipal, Aires Pereira, ao projeto de Pedro Faria, também causou reação distintas entre ambos os candidatos.

O líder da lista A reconheceu que é difícil Aires Pereira dissociar-se do facto de ser sócio e presidente da Câmara, e vincou a importância que o autarca teve no processo de restruturação do clube, nos últimos seis anos: “Sempre esteve ao nosso lado e continua a ser muito importante na tarefa de reerguermos o clube”.

Já João Gomes apontou que “o presidente da Câmara deveria ter-se mantido equidistante e independente neste processo aceitando a decisão dos sócios”, mas garantindo que, caso seja eleito, “manterá todas as relações institucionais com a autarquia”.

Noticia completa na edição impressa desta semana