Próximo ano letivo com intervalos mais curtos e alunos ajudam na desinfeção

0
679

O início do próximo ano letivo, que começa entre 14 e 17 de setembro, trará novas regras e mudanças que a pandemia da Covid-19 obriga a impor. Os intervalos serão de cinco minutos, aulas a começar mais cedo e a terminar mais tarde, e os alunos vão ajudar na desinfestação das salas e cantinas com serviço de takeway.

Todas as escolas vão começar com ensino presencial, mas a qualquer momento podem passar para um modelo de ensino misto ou à distância. Em setembro, todos devem ser informados das alterações.

Algumas normas, como a definição de circuitos de circulação dentro das escolas, o uso obrigatório de máscaras ou a higienização dos espaços, serão regras para todos, mas existem soluções adaptadas às características de cada escola.

Muitos diretores decidiram alargar o horário de funcionamento, com as aulas a começar mais cedo e terminar mais tarde: “Em vez de 8:30, começam às oito e em vez de terminar às 18:30, acabam às 19:00”, explicou Filinto Lima.

Além disso, alguns vão encurtar os intervalos, passando a ter pausas de apenas cinco minutos entre as aulas, sendo o intervalo maior de dez minutos.

Estas medidas permitem, na generalidade, dividir as turmas em turnos. Uns com aulas apenas durante a manhã e outros à tarde, solução que será mais aplicada mais a partir do 7.º ano de escolaridade.

Com a diminuição do tempo dos intervalos será possível também reduzir os ajuntamento fora das salas de aula.