Rio Ave sobe à liderança da II Liga após vencer o Leixões

0
1025

O Rio Ave ascendeu ao 1º lugar da II Liga com 10 pontos, depois de vencer o Leixões por 2-1, em jogo da 4ª jornada do campeonato. Os vila-condenses para chegarem ao topo beneficiaram da derrota do Benfica B frente ao Casa Pia por 4-2.

Num dérbi muito intenso e disputado pelas duas equipas localizadas junto ao mar, os rioavistas abriram o marcador aos 22m por intermédio de Zé Manel, resultado com que se atingiu o intervalo.

Na segunda parte, o Leixões restabeleceu a igualdade, aos 49m, na marcação de um penálti, com Wendel a ser o marcador, depois de um desentendimento do atleta com o treinador José Mota, que pretendia que fosse Fabinho a cobrar o castigo máximo.

No entanto, três minutos depois, Pedro Mendes repôs a vantagem para o Rio Ave com um remate de cabeça a corresponde a um cruzamento do lado direito, numa boa combinação do ataque vila-condense.

Penálti por marcar a favor do Leixões

Logo de seguida, ficam queixas da equipa do Leixões para uma mão de um defesa do Rio Ave, quando desviou um ataque perigoso leixonense.

Na estatística do jogo, o Rio Ave fez mais remates (12-5), mas teve menos posse de bola (48%-52%) e menos cantos alcançados (5-7).

No final do jogo e na zona de entrevistas rápidas, Luís Freire, treinador do Rio Ave enalteceu o trabalho dos seus jogadores e disse ter sido justa a vitória da sua equipa. Ao invés, José Mota, treinador do Leixões, estava muito revoltado com a arbitragem, alegando a situação do penálti que não foi marcado, como o escasso tempo de compensação e ainda que Vitor Gomes do Rio Ave deveria ter sido expulso com segundo amarelo. José Mota, sublinhou que o Leixões “merecia outro resultado”, e não deu os parabéns ao Rio Ave.

Na próxima jornada, a 12 de setembro, o Rio Ave desloca-se ao estádio do Estrela da Amadora.

Foto Rio Ave FC