Romenos que praticaram crimes na Póvoa acusados pelo Ministério Público

6004

Quatro arguidos, todos de nacionalidade romena, foram acusados pelo Ministério Público de três crimes de contrafação de títulos equiparados a moeda, na forma tentada, e de três crimes de interceção ilegítima.

Os suspeitos terão atuado na Póvoa de Varzim em janeiro deste ano, instalando em máquinas multibanco situadas na Av.ª Vasco da Gama um equipamento de leitura, gravação e recolha dos dados dos cartões bancários dos utilizadores, assim como, também dissimulada, uma câmara de filmar para recolha de imagens da digitação dos códigos associados aos cartões.