Rotary Club fala sobre saúde mental e a solidão em tempos de pandemia

0
713

O Rotary Club da Póvoa de Varzim, no dia 8 do corrente, realizou uma reunião com o tema “(DES)Equilíbrios Emocionais: para onde vamos?”. Esta reunião enquadrou-se no tópico do mês de fevereiro “Paz e Prevenção/resolução de conflitos” e contou com a participação de Andrea Silva, Vereadora da Coesão Social e de Ana Paula Costa, psicóloga junto da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens.

Teresa Castro Lopes, presidente do Rotary Club, deu início à reunião relembrando que vivemos um tempo de tensões à flor da pele. As notícias que nos chegam são pouco animadoras, neste sentido, é preciso trazer para a conversa as problemáticas que vão surgindo com o prolongamento da situação em que nos encontramos. Nomeadamente, a necessidade do justo equilíbrio entre a proteção e o acompanhamento possível das pessoas, que vivem na solidão mesmo ao nosso lado, onde a desculpa do contágio não justifica o abandono, a ignorância, a solidão porque esta afeta, corrói e mata de forma silenciosa.

O tema da saúde mental tornou-se alvo perante a situação em que vivemos. Neste sentido, a Vereadora Andrea Silva abordou o turbilhão de emoções que aprendemos a conhecer em tempos de pandemia e que vieram alterar a nossa forma de estar no mundo. Emoções que se tornaram num verdadeiro desafio para gerirmos no nosso dia-a-dia.

Por sua vez, Ana Paula Costa, psicóloga do município ao serviço da CPCJ expôs, a realidade vivida durante estes meses no acompanhamento às famílias mais vulneráveis, apresentando ainda variadas técnicas para evitar o conflito, ou gerir e resolver o conflito caso este já esteja instalado.

A pandemia tem vindo a ensinar-nos a reconhecer as nossas fragilidades, a encarar de frente as nossas emoções, mas também a estarmos atentos aos que vivem na solidão, os quais podem ser nossos familiares, vizinhos, amigos. A tarefa do Rotary passa por nos sensibilizar em relação a estas problemáticas.

Foto arquivo de Foto CMPV/Tersa Castro Lopes