Sismógrafo da escola de Aver-o-Mar regista passagem do meteoro em Portugal

0
1631

A estação sísmica instalada na escola-sede do Agrupamento de Escolas de Aver-o-Mar registou a passagem do meteoro, que na noite de sábado, por volta das 23.45h, foi avistado nos céus, em diferentes pontos do país.

Carlos Sá, diretor da escola, explicou que “na nossa estação, primeiramente há o registo da onda de choque sónico (sonic boom), por passar a velocidade do som, sendo percetíveis, em seguida, as ondas do impacto. O estrondo foi o “Sonic boom” ou seja, a ultrapassagem da velocidade do som”.

O diretor esclareceu, ainda “que tanto o sismógrafo como a estação meteorológica emitem 24/24h, 7/7 dias por semana, pelo que é possível acompanhar em direto os dados captados pelas dezenas de sensores afetos aos equipamentos instalados na Escola Básica de Aver-o-Mar”.

E ainda também que todos os interessados em verificar a aplicação que tem a escola “pode aceder aos dados a partir do site do Agrupamento [ícone no canto superior esquerdo] (www.aeaveromar.pt), instalar a versão para equipamentos móveis ou a partir dos links abaixo”.

Sobre a passagem do meteorito ou meteoro, há que esclarecer que meteoro são flashes de luz que ocorrem quando um meteoroide queima e se desintegra na atmosfera da Terra, criando o que é popularmente conhecido como estrela cadente. Os meteoritos são pedras que, diferentemente do meteoro, sobrevivem à entrada na atmosfera da Terra e chegam ao chão, o que possivelmente poderá ter acontecido com o fenómeno do passado sábado.