Surto de legionella: Família de vítima poveira suspeita do Hospital Pedro Hispano

0
1022

A família da primeira vítima mortal do surto de legionella que atingiu a zona do Grande Porto, no final do ano passado, suspeita que a origem do foco de infeção tenha acontecido no Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos.

Joaquim Ferreira, de 85 anos e residente na Póvoa de Varzim morreu atingido pela doença e estava confinado à sua casa.  

A suspeita foi transmitida através de um comunicado dos advogados da filha da vítima, Raquel Ferreira, e onde é divulgado que “já foi requerida e admitida a constituição [do familiar] como assistente no inquérito crime aberto no passado mês de novembro pelo DIAP de Matosinhos para investigar as causas deste surto”.

A vítima “era um idoso residente na Póvoa de Varzim e estava confinado à sua casa, pelo que nas semanas anteriores à data da sua infeção por legionella apenas saiu de casa para se deslocar a uma consulta no Hospital Pedro Hispano”, revelou o jurista António Barreto Archer, que lidera o processo, e que conta com o apoio do advogado Salazar Castelo Branco.