Teletrabalho deixa de ser obrigatório, bares e discotecas voltam a abrir

0
827

Nesta sexta-feira, mudam algumas medidas de combate à pandemia. Conforme anunciado por António Costa na semana passada, no final do Conselho de Ministros, as restrições serão atualizadas e ficam mais leves.

Hoje, dia 14 de janeiro, é o último dia de teletrabalho obrigatório; a partir de amanhã, passa a ser recomendado. As regras relativas aos contactos de risco no local de trabalho também foram alteradas. Tal como nas escolas, se alguém testar positivo, os colegas de trabalho já não são considerados de risco e não precisam de ficar em isolamento.

Só pessoas que testaram positivo e seus coabitantes são obrigadas a isolamento. Se tomou a dose de reforço contra a covid-19 há mais de 14 dias, está isento desta obrigação.

Já esta noite, a partir das 22h, os bares e discotecas têm autorização para voltar a abrir – no entanto, é necessário teste negativo para entrar. É possível apresentar um teste PCR (feito há menos de 72h), um teste rápido feito na farmácia (feito há menos de 28h), ou um autoteste (feito na entrada do estabelecimento, com supervisão de um funcionário).

Em alternativa ao teste, terá de apresentar um certificado de recuperação da covid-19 ou a prova de vacinação com a dose de reforço há mais de 14 dias.

Apesar da reabertura destes estabelecimentos, continua proibido o consumo de álcool na via pública. Tal medida não inclui as esplanadas.

Por último, nas fronteiras, as restrições também se mantém até 9 de fevereiro. Em todos os voos que têm como destino Portugal, os passageiros precisam de apresentar teste negativo ou certificado de recuperação.