Testes rápidos continuam a ser comparticipados em setembro

0
398

A comparticipação de testes rápidos para diagnóstico do vírus da Covid-19 vai ser mantida pelo Governo durante o próximo mês.

Em declarações à Lusa, o Ministério da Saúde confirmou o prolongamento da medida, que entrou em vigor no mês de julho. Depois de ter sido renovado até ao final de agosto, o regime volta a ser prorrogado até ao fim de setembro.

Ao abrigo da medida, estão todas as pessoas com mais de 12 anos sem certificado de vacinação, ou seja, sem a vacinação completa há mais de 14 dias, ou sem certificado de recuperação da Covid-19.

Esta população tem direito a quatro testes rápidos de antigénio de uso profissional (realizados nas farmácias e nos laboratórios aderentes) por mês, sendo que o preço máximo não pode ultrapassar os 10 euros.