Torneio Solidário de Futsal angaria fundos para ‘a Menina Milagre’

0
408

É já neste fim de semana que profissionais das forças de segurança (PSP, GNR, Segurança Privada, Bombeiros) de Norte a Sul do país rumam a Vila do Conde para ajudar a Marta, ‘a menina milagre’.

Entre as 20h de sábado e as 18h de domingo, 30 e 31 de outubro, o Pavilhão da Escola Ribeirinha, em Macieira da Maia, recebe o torneio solidário de futsal para angariação de fundos para a jovem, evento organizado pela Associação Desportiva de Árvore Forças de Segurança Unidas (ADAFSU) e pela International Police Association (Associação Internacional de Polícia, em português).

Participam doze equipas, adiantou Bruno Brini ao MAIS/Semanário, uma delas do Hospital de Felgueiras. “São profissionais das forças de segurança, todos unidos na causa da Marta” Nogueira, explica o presidente da ADAFSU. E não só – a Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol também se uniu à causa, e as partidas vão ser dirigidas por árbitros federados, “para que o torneio corra às mil maravilhas”.

“Eu sei que toda a gente que participa num torneio quer ganhar, mas quem tem de ganhar no fim é a Marta. O importante é mesmo ajudar a Martinha”, sublinha Bruno Brini.

Marta Nogueira vive com duas balas alojadas na cabeça desde que, em 2015, foi vítima de uma tentativa de homicídio pelo ex-namorado. “Apesar disso, segue com coragem, firme e forte”, diz a Associação, dizendo que “a Marta precisa do nosso apoio”.

Como diz o presidente da ADAFSU, a iniciativa é importante para angariar fundos para as sessões de fisioterapia da jovem. “Na minha opinião, devia ser o Estado a ajudar. Ela até hoje ainda não recebeu nada”, diz mesmo.

Este torneio teve o apoio da Câmara Municipal de Vila do Conde, “na figura do presidente Vítor Costa, que tem sido excecional”, avança Bruno Brini, e da Junta de Freguesia de Macieira da Maia. Para o futuro, a ADAFSU quer realizar ainda mais iniciativas congéneres: “pretendemos fazer, pelo menos, três ou quatro ações por ano”.