UEFA destacou jogadores do Euro com mais de 100 internacionalizações e há 3 portugueses na lista

0
514

Faltam menos de 100 dias para o começo do Euro 2020 e a UEFA confirmou recentemente que a competição vai mesmo decorrer já este Verão. Apesar do clima de incerteza que se faz sentir desde o início do ano passado, sites de referência como a Betway já divulgaram os seus favoritos à conquista da competição.
Tal como tinha sido previamente anunciado, o Euro 2020 decorrerá em 12 cidades europeias distintas, independentemente das restrições de que possa vir a ser alvo. A lista de jogos do Euro 2020 inclui cidades como Londres, Baku, Bilbau, Amsterdão ou Bucareste, sendo que nenhuma partida irá ser disputado em território nacional.

Bélgica lidera lista de jogadores com mais de 100 internacionalizações

No seu site oficial, a UEFA destacou uma lista de jogadores com mais de 100 internacionalizações que devem marcar presença no Euro 2020.
Da lista fazem parte três jogadores da seleção portuguesa, sendo que apenas a Bélgica contribui com mais atletas. O inevitável Cristiano Ronaldo, o médio-centro experiente João Moutinho e o defesa-central Pepe são os três jogadores de Portugal que integram a lista. De todos os nomes destacados pela maior organização de futebol da Europa, apenas o espanhol Sergio Ramos (178 internacionalizações) conta com mais jogos pela sua seleção do que Cristiano Ronaldo (170 internacionalizações).
Do lado da Bélgica, o destaque vai para o defesa-central do Benfica Jan Vertonghen, que já jogou pela sua seleção em 123 ocasiões e que deverá ser titular no Euro 2020. Mas existem outros três “centenários” belgas que devem vir a marcar presença no Europeu: o médio ex-Benfica Axel Witsel (110 internacionalizações), o atacante do Real Madrid Eden Hazard (106 internacionalizações) e o defesa-central Toby Alderweireld (104 internacionalizações). Segundo a Betway apostas desportivas, a Bélgica é uma das grandes favoritas à conquista da competição.
Outros grandes destaques da lista da UEFA incluem o ex-Bola de Ouro Luka Modric, que já jogou 133 vezes pela Croácia, o eslovaco Marek Hamsik (126 internacionalizações) e o polivalente médio-defensivo sueco Sebastian Larsson (118 internacionalizações). Destaque ainda para o veterano macedónio Goran Pandev, que irá disputar a fase final de uma competição internacional pela primeira vez na sua carreira e para o avançado Olivier Giroud (105 internacionalizações), que está muito perto de se tornar no melhor marcador da história da seleção francesa.

Portugal pode revalidar o título?

Portugal é um dos grandes favoritos à conquista da competição, até porque conseguiu vencer o último europeu, em 2016. No entanto, casas de apostas desportivas de referência como a Betway atribuíram maior favoritismo a seleções como a França, a Croácia, e a Bélgica, que foram três dos quatro semifinalistas do último campeonato do mundo.
Seleções em fase de renovação mas com grandes opções de qualidade, como a Espanha, a Inglaterra, ou a Alemanha, também integram a lista de favoritos, mas a maturidade pode vir a desempenhar um papel fundamental no desfecho da competição. Com jogadores experientes e “centenários” como Cristiano Ronaldo, Pepe, Moutinho ou José Fonte, Portugal tem mais do que argumentos para chegar pelo menos à fase a eliminar da competição.