Varzim “está mais preparado” para enfrentar o Estrela da Amadora

0
996

O apito inicial do jogo do Varzim contra o Estrela da Amadora faz-se ouvir esta terça-feira pelas 18h. Em antevisão ao jogo, António Barbosa diz que “queremos muito ganhar” e que “temos de nos concentrar para tirar proveito das oportunidades” que surjam.

A equipa amadorense conta com novo comando técnico desde a semana passada, quando Ricardo Chéu sucedeu a Rui Santos no lugar de treinador. O técnico varzinista adianta que “tivemos o cuidado de observar as equipas do treinador” e analisar as suas jogadas. Após o estudo, acredita “que o jogo seja muito similar da parte deles àquilo que fizeram contra a Académica de Coimbra”, que terminou num empate a dois golos.

O papel do Varzim é “tirar proveito das situações que criámos”. O Varzim vem de dois empates consecutivos, mas, diz António Barbosa, “aquilo que fomos vivenciando ao longo deste tempo ajudou-nos a estar mais preparados agora”.

“Os jogadores têm percebido que temos de ter mais atenção, estar mais concentrados, para tirar o devido proveito de todo o trabalho que têm vindo a fazer, e muito bem feito da parte deles”, adianta.

A vitória é o objetivo, até porque “não sabemos andar no futebol por andar, andamos para ganhar”. O resultado positivo “será algo importante, mas só acontecerá se estivermos concentrados naquilo que são as nossas tarefas. Temos vindo, de forma regular, a criar, a produzir. Mas podemos fazer melhor”, admite o mister.

Questionado sobre se Rodrigo Rego e Bruno Tavares estão prontos a ir a jogo, António Barbosa diz que ambos “são jovens jogadores de valor inegável” e que “se estão a inserir muito bem”. No entanto, ainda “estão num processo natural de maturação” – “estão a trabalhar para ganhar o seu espaço na convocatória e no 11. São jogadores ambiciosos e essa ambição terá de levar a que trabalhem para procurar ser uma opção para nós”, remata.