Varzim viaja um dia antes de jogar com o Rebordelo para a Taça de Portugal

0
1100

O Varzim preparou com todas as cautelas a deslocação a Rebordelo, concelho de Vinhais, distrito de Bragança, onde, amanhã, a partir das 15h discute no terreno do adversário a passagem à eliminatória seguinte da Taça de Portugal. A equipa alvinegra desloca-se durante a tarde de sábado para Trás-os-Montes, onde vai pernoitar.

Paulo Alves, treinador do Varzim, confirmou a situação porque “mais vale fazer tudo com calma e com tempo para a equipa estar bem e não acusar um cansaço adicional da viagem. Não tenho a certeza, porque não é da minha responsabilidade, que temos que andar em estradas nacionais e não sabendo bem, o melhor é não correr risco”.

“Resolver a eliminatória tão cedo quanto possível”

Sobre o jogo frente ao Rebordelo, equipa da divisão de honra do distrital de Bragança, o técnico varzinista referiu que “as informações que temos em relação ao adversário não são muitas. Sabemos que vamos disputar o jogo num campo de dimensões reduzidas com uma relva sintética que também não sabemos bem qual é a qualidade, mais antiga ou mais recente. Fizemos uma adaptação durante a semana. É um jogo de características especiais contra um adversário do qual temos que ter muito respeito porque é um momento muito importante para eles e sabendo isso temos que ser muito responsáveis e muito sérios e tentar resolver a eliminatória tão cedo quanto possível para não haver problemas e seguirmos o nosso caminho na Taça e por isso a equipa tem que estar motivada e responsável para isso”.

Quanto à possibilidade de alterações no onze, Paulo Alves disse que “podemos fazer uma alteração ou outra em relação aquilo que tem sido a equipa, mas direi já que sem mudanças muito substanciais”.

Regresso do capitão Luís Pedro

Em Rebordelo está garantido o regresso à equipa do central Luís Pedro. Paulo Alves adiantou que o capitão, após a quarentena devido à infeção da covid-19, integra “os convocados”. Quanto à sua ausência em dois jogos da II Liga, que ditaram as duas derrotas e os golos sofridos, o treinador do Varzim afirmou que “isso são meras estatísticas e não podemos relacionar as questões dessa forma. É o capitão, é alguém que tem sido muito importante para o Varzim e em qualquer circunstância a falha dele ou de outro jogador causa sempre alguma questão, mas relacionar com os resultados não”.