Vila do Conde vai pagar até metade da renda de famílias vulneráveis

0
659

A Câmara Municipal de Vila do Conde lançou um programa de apoio ao arrendamento habitacional, com uma dotação global de 150 mil euros. A iniciativa destina-se apoiar famílias residentes no concelho que têm um contrato de arrendamento no mercado privado, através de uma comparticipação financeira temporária que pode cobrir até metade da renda efetivamente paga.

Podem receber o apoio residentes no concelho há pelo menos dois anos, sem habitação própria e em situação de vulnerabilidade económica, desde que não estejam já a ser beneficiários de outros programas de apoio ao arrendamento, nomeadamente estatais. Têm ainda de possuir um contrato de arrendamento legal registado nas Finanças.

A comparticipação da autarquia será atribuída, a cada agregado familiar, por um período de 12 meses, que pode ser renovado até ao máximo de 36 meses, consecutivos ou intercalados.

Segundo o presidente da Câmara, Vítor Costa, este “é uma medida que complementa a nossa Estratégia Local de Habitação, que mostra a atenção às dificuldades de famílias mais vulneráveis que não conseguem pagar as rendas. O nosso compromisso é que em Vila do Conde todos tenham direito ao primeiro direito da habitação”.

Os interessados têm de submeter a candidatura ao apoio no site da autarquia, entre 27 de maio e 14 de junho.